Eliminando o estresse e a ansiedade através da música

musica e ansiedade

Ouvir ópera é sempre relaxante

A música sempre acompanhou as atividades humanas, desde grandes celebrações até momentos mais melancólicos. E a ópera é bem presente neste sentido! Notas musicais e seus ritmos penetram em nossa mente e tornaram-se uma espécie de trilha sonora de nossas vidas. 

Imagine românticos casamentos. Daqueles feitos em jardim (coisa de filme) com os sons de um quarteto de cordas. Agora o som daqueles desfiles comemorativos em que as crianças de todas as escolas estão presentes, num dia de sol. Concorda que a música sempre desempenhou um papel central em nossas vidas? 

A música e a Natureza 

Indo em direção de tempos mais antigos ainda, podemos dizer que a música teve uma marcante presença na história humana. Sua presença na natureza – como o som dos pássaros, das folhas e outros sons como o correr dos riachos – provam que a música esteve presente na vida do homem desde os primórdios da civilização, não é? 

Gêneros musicais dos mais diversos como a Ópera, até os estilos mais contemporâneos e alternativos, a música está presente em nossos dias e veio para ficar. 

Com a mistura de novos tipos de música, percebemos que a música está em constante evolução e mudança. Consegue-se imaginar sem música? Seja Ópera ou mesmo a música da moda? 

Música e estresse

A música e a ansiedade 

Desde a antiguidade a música tem sua longa lista de usos para a vida humana. Seja por motivos de expressão ou mesmo de entretenimento e recreação, assim como a observação, no caso de um espetáculo ou de uma apresentação de Ópera. São muitos os aparentes benefícios que o homem percebe.  

Mesmo com a variação de sua utilização através dos tempos, a música também foi usada para campanhas de propaganda, como um caminho para expressar sentimentos, desejos ou mesmo pedir ação imediata.  

Mesmo com tamanha diversificação, além da mistura de culturas humanas, pode-se afirmar, até com certa certeza por todos nós, que a música pode ser usada por todos como um meio de “alívio do estresse”. Sem dúvidas, este é um dos grandes benefícios da música. Sabemos que os problemas relacionados à ansiedade fazem surgir o “pior” em nós e de nós. Assim, qual seria o melhor caminho para superar esse “pior” lado da ansiedade, do que algo que tanto acalma como a música? Como assistir a uma ópera, por exemplo? Ouvir o canto dos pássaros pela manhã não é relaxante? 

A música como meio 

A música e sua influência na saúde humana, traz a curiosidade de estudiosos pelos seus resultados benéficos na saúde humana. E é importante destacar, dentro desta gama de possibilidades e interesses por estudos que o mais se destaca é o uso da música como medicação, como transformador de ansiedade. 

Vários estudos apontaram a força da música como tratamento para alívio da ansiedade. 

Seu efeito calmante é incontestável e incomparável na mente humana. A simples exposição a determinadas músicas, como as clássicas, como a uma apresentação de ópera, são relaxantes e impedem a acumulação de ansiedade que é tão nociva, que pode levar a náuseas, quando não a palpitações cardíacas, dores no peito, ou até mesmo dificuldade em respirar e dores de cabeça muitas vezes em estado elevado que podem ser consideradas crônicas.  

Enfim, ter disponível uma medicação de ansiedade, mesmo que de forma tão alternativa, é de suma importância para a saúde e o bem-estar das pessoas. Principalmente para evitar as possíveis complicações que a ansiedade traz. 

Ouvir em casa é sempre possível

Ouvir música em casa é sempre acessível

Os benefícios da música 

Podemos examinar os benefícios da utilização da música e as grandes vantagens com o alívio da ansiedade. Enquanto temos tantas prescrições médicas necessárias para alguns tipos de medicamentos de transtornos de ansiedade, a música é um produto que não precisa de receita médica. 

Se você comparar a conveniência de ter que fazer menos viagem e menos gastos que ir comprar remédios, você pode simplesmente desfrutar do alívio que a música clássica, a ópera e faixas instrumentais (tão disponíveis nos dias de hoje) podem oferecer tão perto, no conforto de sua casa. Você não precisa de muitas coisas para se beneficiar disto, basta ligar seu celular e procurar rádios de música clássicas ou ópera, por exemplo. 

No dia a dia, o uso de música também é muito vantajoso. Principalmente para as pessoas que estão sempre “correndo contra o relógio”. Os profissionais que normalmente têm grande dificuldade em equilibrar seu tempo, como empresários, podem se aproveitar bastante disso. 

Como alguns estudos já demonstram, a correria do trabalho, pode induzir ao estresse e a ansiedade como dissemos no parágrafo anterior. E com os horários sempre apertados e a grande agenda de compromissos, como no mundo dos negócios uma pessoa pode parar para ter um longo bate-papo com seu médico? 

Na realidade, são muitos os profissionais que realmente não têm tempo de visitar seus médicos. A não ser quando as coisas já não vão muito bem, quando o corpo reclama de algo ou uma grande emergência médica. 

Assim, o uso dessas composições musicais que são tão relaxantes transforma a mente das pessoas incrivelmente. De um estado bem estressante, cheio de preocupações e ansiedade para um estado de calma. A terapia musical não requer supervisão médica, e produz resultados semelhantes a calmantes. 

A música é uma terapia? 

Nem todo mundo gosta de ter que frequentar uma terapia hospitalar. Na verdade, como indicado em algumas pesquisas – e você pode se perguntar também – muitas pessoas optam por não participar a terapia hospitalar. Principalmente por acharem um constrangimento. Já outras pessoas, mesmo que consultem regularmente o médico, pedem anonimato, pois não gostariam de se sentirem ridiculizados por acharem que ansiedade seria uma fraqueza. 

Mas saiba, a vida está cheia de momentos de ansiedade e estresse. E nem todo mundo tem tempo e dinheiro para frequentar sessões de terapia. É bom que nos cerquemos de música como uma alternativa a medicações de ansiedade. Ou você prefere recorrer a médicos quando a situação for mais crítica? 

Música e Empoderamento

power woman

Você já pensou na força que as músicas possuem? Sem preconceitos, no Blues, no Rap, no HipHop… sejam através de concertos, fones de ouvido ou mesmo óperas. Existe uma força, um empoderamento que pode ser encontrado através não somente da sonoridade, mas da letra das músicas. E digo empoderamento de classes, gêneros, e muitos outros.

A gente sente quando uma música toca de maneira diferente em nosso peito nos levantando ou derrubando-nos. Isso acontece com você? Espero que sim.

Normalmente no corre-corre não temos tempo para ouvir, ao invés de escutar música. Ouvir é uma classificação um pouco diferente de escutar. Ouvir está mais para “sentir” a música, suas letras e vibrações. Já ouviu “um Beethoven” e se emocionou?

A música e o empoderamento feminino

Já percebeu como a música tem um poder de expressão social? Empoderamento feminino pode ser visto (ou melhor, ouvido) em várias vozes, como com Dolly Parton, Lesley Gore, Rusty Warren e claro, Nina Simone.

nina simone

nina simone

Elas falam de igualdade, de empoderamento através da música. Já ouviu “Four Women” com Nina Simone? Fica a dica!

Mas o que é empoderamento feminino?

Termo já bastante propagado na imprensa e nas redes sociais, ainda pouco entendido por muitos, trata-se de uma conscientização coletiva, para que haja ações realistas de modo a dar poder as mulheres e resultar em igualdade de gênero. Um pouco diferente do feminismo que é um movimento que propaga a igualdade social, política e econômica entre homens e mulheres.

Empoderar então é o despertar deste poder, é o desenvolver esta realização sobre si mesma, saindo de opressões, elevando sua autoestima e assim sentindo que podem assumir o que lhes é de direito. É um reconhecimento de capacidade de mudar e mudar de fato. Tomar posse do que se tem por direito.

Você conhece a Eloiá Hosana?

Você pode aproveitar e conhecer “na pele” o que é empoderamento feminino através de um programa muito especial, apresentado por este site que indico, que conta diretamente em depoimento para você. Leia o artigo que apresenta a Eloiá Hosana e conheça o Programa Mulher Poderosa.

Existem assim, outros tipos de empoderamento, como o empoderamento negro.

Empoderamento contra o racismo

Pode-se afirmar que todo movimento, toda mudança social tem alguma relação com a música. Músicas de comícios, de protesto, etc estão sempre vinculadas a momentos de mudança!

E os artistas viram representantes ou melhor, são os representantes das massas, dão voz a elas quando o assunto é conquista social, seja por conquista de voto, ou mesmo contra o racismo, por exemplo.

Pode-se pegar Nina Simone como exemplo também na música “To Be Young, Gifted And Black” no álbum “Black Gold” de 1969. Assista ao vídeo e veja que letra impressionantemente poderosa abaixo.

 

To Be Young, Gifted And Black

Autores: Nina Simone, Weldon Irvine jr.

(Letra e tradução aqui)

 

 

O que achou?

“Jovem, talentoso e negro; Nós temos que começar a contar aos nossos jovens; Há um mundo esperando por vocês; Esta é uma missão que está apenas começando”

Podemos perceber o poder de Nina Simone?

Você sente este poder da música em seu peito?

O que são Ópera e Ópera Cômica?

Sabemos o que é ópera por nossas referências televisivas, ou para os mais afortunados, pelas poucas apresentações que percorrem nosso país. Porém, indo mais afundo, é um gênero do teatro que tem todo seu texto recitado de maneira cantada.

Além desta memória referencial, este gênero engloba também as operetas. Estas, consideradas como de “menor valor”, não tem a carga clássica das grandes apresentações, pois incorpora o gênero com mais liberdade, o que por vezes traz textos e menos cantos.

Numa ópera clássica, existe além dos atores / cantores, o acompanhamento de instrumentos musicais, coral, bailarinos cenário e até figurantes.

A Ópera Cômica

A Ópera cômica é um gênero da Ópera de origem francesa, originário das feiras de Saint-Germain e Saint-Laurent. Também está ligada ao Comédie-Italienne (ou Théâtre-Italien) de Paris, segundo o wikipédia.

Uma particularidade do gênero que o classifica e diferencia é a ligação do conteúdo da peça com o cotidiano, das questões atuais e pontuais. O nome “Cômica” não está diretamente ligado a comédia ou a uma história sempre feliz e sim, como nas operetas, cenas cantadas e faladas, o que é a característica do gênero.

Você pode acompanhar mais sobre Ópera no site da Infoescola, que traz detalhadamente um ótimo histórico do surgimento da Ópera e seus estilos, no site infoescola.

Influências da música em uma boa noite de sono

Musica e Sono

Musica e Sono

É bem comum apreciar poucas horas de sono em nosso dia a dia, não é mesmo? Um excesso de compromissos e estímulos nos deixam ligados a maioria das horas em que deveríamos relaxar e nos recompor em uma noite de sono.

Porém o que se percebe é um sono muitas vezes fatiado.

Rolando na cama

  • “Se contar, tenho nesta noite, 7 horas para descansar. Preciso apagar agora!”
  • “Hummm amanhã tenho que encontrar aquele sujeito e resolver tudo o que planejei (…) Será que dará tempo de passar no banco? (…) Preciso ler o relatório antes da reunião das 13h (…) passou a hora de eu pedir um aumento (…) acho melhor eu ler o relatório de uma vez”
  • “Agora me restam 5 horas de sono. Vou acordar um caco!”

Depois de rolar por umas boas horas perdidas com pensamentos que invadem nossa mente e descarregam adrenalina ao invés de relaxar o corpo, lá se vão horas preciosas e restauradoras.

Música é um bom caminho para entrar em estado de relaxamento antes do sono

Música é um bom caminho para entrar em estado de relaxamento antes do sono

Um bom remédio que é muito utilizado com bons resultados, pode estar perto de você: a música. De maneira mágica (no melhor sentido da palavra) a música é um relaxante cerebral que vem sendo usado há milênios pela humanidade.

A música pode ser usada como auxiliar ou até o principal meio de estimular um sono restaurador e com isso recuperar todo seu hábito noturno. Pois durante uma noite mal dormida, em que mesmo apagado, seu cérebro continua a estar muito ativo, existe uma grande teia de neurônios transmitindo informações, pulsos elétricos que se comunicam entre si em constante atividade.

E estas são diretamente afetadas por fatores externos, as mudanças de atitude, pensamentos e sentimentos. E a música conduz estes ritmos e ondas cerebrais a um estado de relaxamento.

A música altera nossas ondas cerebrais

A música altera nossas ondas cerebrais

Ondas cerebrais

Durante o dia, nossas ondas cerebrais têm uma certa “velocidade” (12 a 38 Hertz) por conta de nosso foco mental. Afinal precisamos estar ativos, despertos e prontos para resolver o que aparecer em nossa frente.

O problema é que levamos este estado para a cama, e com o passar do tempo, este estado e ritmo acompanham nosso período de sono devido ao carregamento e estímulo contínuo de nossos pensamentos.

Deveríamos desestimular o fluxo contínuo de pensamentos, levando a um estado mais relaxado de transmissão de informações neurais (8 a 12 Hertz – estado alpha). Neste estado, o cérebro descansa e há uma restauração total. Criatividade, relaxamento e sono.

A música e o sono

Alguns estudos já antigos nos mostram que a música tende a sincronizar seus ritmo (batimentos) com os batimentos do coração. Tendo um ideal de 60 batimentos, o cérebro responde sincronizando-se e reduzindo o ritmo cardíaco. Uma ótima ajuda para entrar em estado alpha.

Sabe aquelas músicas que parecem nos envolver? Aproveite estas ideias e relembre as músicas preferidas que já tem esta capacidade de relaxar. Faça sua seleção e mergulhe no ritmo do seu coração relaxado. Você verá como este sentimento de relembrar as músicas calmas que gosta, juntamente com este momento especial que você está criando para você vão transformar seus batimentos, seus pensamentos e seu sono.

Deixe-se perceber como a música penetra em seu coração, ajudando o corpo a relaxar, a mente a entrar em um ritmo mais tranquilo. É certo que as ondas cerebrais vão pulando de Alpha (8 a 12 Hertz), para Theta (3 a 8 Hertz) e finalmente para as ondas Delta (0.5 a 3 Hertz). Essas últimas são relacionadas aos estados de meditação e ao sono mais profundo, os que não possuem nem sonhos.

As músicas mais indicadas para nos deixar em um estado pronto para um sono revigorante são os que estão ligados ao ritmo e frequências como dissemos acima. Existem aplicativos desenvolvidos para este fim, se você tem interesse, dê uma procurada.

Logicamente existem pontos importantes a serem levados em conta. Se você é muito crítico e não gosta de certos tipos de músicas para relaxar, vai ser mais complicado de entrar neste estado.

Descubra e relaxe com sua música preferida

Descubra e relaxe com sua música preferida

Assim, você pode testar com suas músicas preferidas, que tenham uma batida mais suave e que tragam boas referências e lembranças. Pode não ter o ritmo exato, porém pode funcionar conforme sua relação com ela. Escolha a dedo. Faça uma seleção e ponha em prática.

A influência cerebral você vai percebendo durante o exercício. A música perfeita você vai encontrando. O importante é tentar e ir aperfeiçoando este momento, criando o hábito. Quando você sentir que está complicado reduzir seu ritmo, ao invés de entrar naquela “luta” mental, ponha em prática e tenha ótimas noites de sono.

Em tempo: muitas das vezes, somos perturbados pelo dia a dia, por nossa sensação de incapacidade de realizar sonhos, ou simples tarefas. Se você é uma mulher e está passando por momentos difíceis, gostaria de propor que conheça o artigo que visitei esta semana e que me revelou um ótimo caminho de empoderamento feminino e bem-estar. O link está dentro do nosso post aqui. Você vai encontrar o depoimento de uma mulher que fez um curso que parece transformador. Vale a tentativa de se redescobrir empoderada.